INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS 

Descubra qual é a sua

Inteligências Múltiplas

 

Você também é inteligente

Todo mundo admira aquela pessoa cheia de talento, singular e competente. Podemos observar que as potencialidades são várias, e essas pessoas talentosas existem em muitas áreas do conhecimento e atuação. 

Quando a palavra “inteligência” vem a nossa mente, tão logo pensamos em alguém que conhecemos que se destacou por alguma habilidade notável.

Durante muito tempo, a inteligência foi considerada como única e geral. Porém, o Dr. Howard Gardner (psicólogo e pesquisador ligado à universidade de Harvard) não aceitou essa ideia, e após muitas pesquisas, se tornou o autor de uma nova concepção, conhecida como a Teoria das Inteligências Múltiplas (década de 1980).

O que é a teoria das Inteligências Múltiplas?

A teoria das Inteligências Múltiplas é a constatação de que o ser humano é dotado de vários talentos. Ela não considera apenas uma única e exclusiva inteligência geral, mas sim “as inteligências”.

 

Segundo Gardner, a inteligência está relacionada pelas diferentes oportunidades de estimulações e desenvolvimento, que cada um recebe durante sua vida. Assim como também, depende dos valores da cultura, no qual o indivíduo está inserido.

 

Em certas culturas algumas inteligências são mais valorizadas. Enquanto que em outras culturas essas mesmas inteligências são desconsideradas. 

 

Na visão geral da sociedade, a inteligência é um elemento fundamental na resolução de problemas e também na criação de coisas.

 

Entretanto, Gardner vai além desse propósito, dizendo que todas as inteligências são importantes.

 

Dentro da conjectura das Inteligências Múltiplas, existe um lugar no mundo para cada uma delas.

A DOR DE UMA PAIXÃO

 

Dicas para superar...

SÍNDROME DO IMPOSTOR

 

O medo de ser descoberto

TRANSTORNO DA ANSIEDADE 

As versões diferentes...

Dr. Howard Gardner priorizou à princípio oito inteligências: lógica-matemática, linguística, musical, corporal-cinestésica, espacial, interpessoal, intrapessoal e naturalista.

Inteligência Corporal-Cinestésica

Inteligências Múltiplas

É a capacidade de usar a coordenação no controle do movimento físico.

 

Está intimamente ligada ao conhecimento do corpo.

 

É a pura expressão da emoção numa linguagem corporal, como ocorre com a dança e com a mímica. 

     

Tais pessoas conseguem ir além do limite comum, como é o caso de esportistas, bailarinos, atores...

 

Inteligência Espacial

Pessoas com essa inteligência formam modelos mentais, operam com as imagens no mundo visual ou  espacial.

 

Se trata de uma capacidade peculiar de manipular objetos mentalmente, usando a percepção. Também é útil para recriar elementos, alterando a forma tanto no papel quanto na mente.

 

É uma característica muito comum em pilotos, arquitetos, navegadores...

 

Pode ser tátil, como ocorre na habilidade de escultores e pessoas com deficiência visual.

Inteligência Interpessoal

Envolve a capacidade de desenvolver o bom relacionamento com os outros.

 

Com essa inteligência o indivíduo passa a entender as motivações, desejos e intenções daqueles que estão à sua volta. Essa característica lhe dá notoriedade para agir mais assertivamente com as pessoas.

Essa inteligência habilita um indivíduo a geralmente se dar bem com todos, pois lhe produz um comportamento de equilíbrio perante as relações sociais.

 

Por meio desta potencialidade, uma pessoa saberá como satisfazer as necessidades e expectativas emocionais do outro. Como acontece com os terapeutas, líderes de grupos...

Inteligência Intrapessoal

É a habilidade que permite a própria pessoa se conhecer internamente, analisando suas emoções e sentimentos.

 

Envolve a capacidade para ser verdadeiro e bem resolvido consigo mesmo. Ela é considerada a inteligência mais pessoal.

 

Pode ser reconhecida entre os psicólogos, filósofos, conselheiros...

Inteligência Linguística

Trata-se do uso bem organizado da linguagem, podendo ser representada pela fala, escrita...

 

De modo geral, é a capacidade para se fazer "entender bem" através do uso da linguagem.

     

É a inteligência mais comum entre os poetas, escritores, roteiristas, também jornalistas, vendedores...

 

O uso eficaz dessa inteligência serve para transmitir ideias e convencer os outros. Dentro da nossa sociedade é considerada como uma inteligência tradicional.

Lógica-Matemática

Uma pessoa com essa inteligência se destaca em compreender com mais desenvoltura o raciocínio em sistemas matemáticos, com soluções de problemas, levantamento de questões complexas, envolvendo números e demais elementos matemáticos, incluindo formas geométricas, por exemplo.

É a inteligência associada ao pensamento científico, como também se refere a sensibilidade para ordem, padrões e sistematização.

 

É considerada uma das inteligências mais tradicionais, sendo muito valorizada na sociedade desde a Revolução Industrial.

 

Se faz marcante entre os engenheiros, cientistas, programadores, matemáticos...

Inteligência Musical

É a capacidade para reconhecer diferentes tons, com sensibilidade avançada para ritmos e batidas.

A pessoa com essa inteligência consegue com facilidade discriminar timbres, com um bom senso natural para ritmo.

 

Essa inteligência também pode ser observada junto ao desenvolvimento e manuseio de instrumentos musicais. Os indivíduos com essa inteligência normalmente apresentam boa memória musical.

 

É destacada entre os maestros, cantores, músicos...

Inteligência Naturalista

 

Essa inteligência proporciona um desempenho avançado no reconhecimento, compreensão e organização de padrões da natureza e coisas.

 

É uma característica comum entre os geólogos e biólogos, por exemplo. Por meio dela se reconhece  facilmente a extensa variedade de plantas, animais e componentes do meio-ambiente.

   

Um exemplo histórico de pessoas com essa inteligência foi Charles Darwin – cientista, estudante, autor da teoria sobre a evolução da espécie.

   

A sua inteligência é importante e necessária

Vamos fazer uma tarefa justa:

"Todos sobrem na árvore".

 

As pessoas possuem graus variados de cada uma das potencialidades expostas pelo Dr. Howard Gardner.

 

Ocorre que mesmo após a descoberta de Gardner, a sociedade ainda reduz o ser humano, separando em categorias dos "mais inteligentes" para os "menos inteligentes". Os ditos "inteligentes" são aqueles que se destacam, geralmente por apresentar as inteligências mais tradicionais.

 

Assim, parece que o mundo ainda não está preparado para a teoria das Inteligências Múltiplas que esse brilhante cientista procurou explanar. Dr. Howard Gardner ao apresentar a teoria das Inteligências Múltiplas, sugeriu uma nova visão, menos segregada, e, mais complacente com as diferentes características que temos.

Para Gardner o importante é que todas as inteligências sejam vistas, assim como também valorizadas. 

 

Gardner provou ao mundo que é possível ir além daquilo que já está posto a todos nós a tantos anos, de que é possível olhar para cada pessoa e, observar singularidades.

 

Quando um indivíduo é valorizado por suas características pessoais, consequentemente tem mais liberdade para ser conforme sua natureza, podendo mostrar seu verdadeiro talento.

 

"De nada adianta a liberdade, se não temos a liberdade de errar."

Mahatma Gandhi

Mas, quando o sujeito precisa se moldar para ser conforme aquilo que os outros esperam dele, ele pode entender que é errado ser quem é. Razão pelo qual, existem tantos profissionais inseguros e descontentes com as profissões.

Que um dia possamos viver numa sociedade melhor, mais complacente e amorosa. Enquanto isso não acontece, procure respeitar você mesmo ao máximo que puder. Se os outros não valorizam sua capacidade, então passe você mesmo a se olhar com mais plenitude e inteireza.

 

"Abrindo os olhos" você passa a entender que é possível ser feliz por simplesmente ser você mesmo!

Maria Cristina Santos Araujo

Psicóloga SP - 06/108.975