PSICOPATA

Como age, planeja e seduz à vítima

Como identificar um psicopata?

O bom da vida é saber que tem o dia seguinte.

Mell Barcelos

 

Como é o cotidiano do indivíduo?

 

Geralmente é uma pessoa que não considera as normas sociais, assim como também, acredita que os outros existem para o servir.

As decisões dele geralmente são tomadas no calor do momento, de maneira impensada, sem considerar as consequências para si mesmo ou para outros.  

Essa pessoa tende a ser irritável e agressiva. Pode entrar facilmente em lutas corporais.

 

Quando faz algo ruim para alguém, ele não sente remorso pela consequência de seus atos. 

Quais são os tipos de psicopata?

 

  • Leve - quando suas ações são pequenas e sem muito valor;

  • Moderado - envolve atos de grande monta (fraudes com prejuízos consideráveis); 

  • Grave - é aquele que pratica atos mais sérios, como assassinatos, inclusive com requinte de crueldade, podendo ser em série ou não.

 

Tais pessoas podem ser referidas como: personalidades antissociais, personalidades dissociais, sociopatas, personalidades psicopáticas...

 

Alguns estudiosos os diferenciam, outros preferem generalizá-los para evitar confusões.

 

Antes dos18 anos, por uma questão de regra, é chamado de transtorno de conduta.  

 

    

PSICOPATA NO TRABALHO

 

Como não ser prejudicado...

PESSOAS DIFÍCEIS DE LIDAR

Características importantes...

TRANSTORNO DE PERSONALIDADE NARCISISTA

 

A fascinação por si mesmo

Como é o relacionamento familiar do psicopata?

 

 

Os membros da família

Ele consegue ter uma vida social como as outras pessoas “aparentemente”. Porém, quando se aproxima de alguém é para obter benefícios.

 

Caso demonstre possuir laços mais estreitos com alguns membros da família, certamente é por interesse e não por amor. Ele tem sentimento de posse.

 

O indivíduo não gosta de nenhuma pessoa, como pais, filhos, companheiros, irmãos, colegas de trabalho... 

Quando forma uma família, por exemplo, não faz por amor, mas para passar boa imagem aos outros e, consequentemente conseguir benefícios através disso. 

 

O sujeito usa, abusa, trata com desrespeito os familiares. Mesmo que em suas palavras estejam repletas  de afeto, seu comportamento demostra que pouco se importa com eles.

 

Ainda que você dê o melhor de si para uma pessoa assim, não espere ser reconhecido.

.

Como o sujeito é na infância?

          

Com pouca idade já faz uso da mentira, judia dos irmãos e coleguinhas, também pode agir de forma cruel com animais.

 

Com ousadia, chega a enfrentar pais e professores, também costuma responsabilizar os outros por seus erros, não demonstra afeto à ninguém.

 

Suas ações são movidas de segundas intenções, não sente constrangimento quando é descoberto fazendo algo errado, pois tem forte poder de persuasão.

Logo cedo, pode praticar roubo e violência, como também não faz amizades duradouras.

Psicopatia está relacionada com falhas na educação?

Os pais se culpam pelos erros dos filhos, acham que de alguma forma falharam na educação.

Embora, uma pessoa receba influências da família e do ambiente para constituir sua personalidade, a psicopatia tem uma construção biológica que não permite a pessoa de sentir emoções. Assim, ela não desenvolve o afeto.

Entretanto, não é ideal que uma criança sofra maus tratos na infância, pois isso impacta no desenvolvimento da personalidade também.

Sentir emoção não é algo que pode ser aprendido por meio da educação.

 

O amor, a compaixão e todos os outros sentimentos fazem parte da natureza humana.

 

Os pais podem adquirir mais informações sobre a psicopatia, para entender como o filho age. Também precisam focar na educação, ensinando-lhe as normas sociais, exigindo boa conduta.

 

Mesmo que não traga a resolução do problema, a educação contribui para que não surja lá frente à psicopatia grave.

"A alma não tem segredo que o comportamento não revele." 

Lao-Tsé

Como o psicopata seduz a vítima?

       

 Passos do serial killer para envolver a vítima

1.  Observa a vítima;

2.   Puxa conversa e tenta descobrir os pontos fracos;

3.  Faz vários elogios;

4.  Tenta ganhar confiança;

5.  Faz uma proposta fora do comum, algo que não pode ser recusado;

6.  Após cegar a vítima com sua sedução, fará o convite para sair;

7.  A vítima considera que está diante de uma grande oportunidade única, e, aceita.

Para o sujeito a vítima é apenas um objeto a ser usado para aquilo que precisa. Para ele todas as pessoas são descartáveis.

Como o fraudador age?

Como identificar um psicopata?

 

Falta de empatia na psicopatia

Para agir, o indivíduo se usa do sentimento nobre do ser humano que é a "compaixão".

 

Para conseguir tirar tudo da vítima, ele poderá se colocar como alguém frágil. Contará uma história comovente. No início ele poderá se aproximar como "alguém que não quer nada". 

 

A ação do sujeito com esta tendência pode causar a qualquer pessoa: falência econômica, sonhos desfeitos, famílias desestruturadas, carreiras profissionais abaladas...

 

Entretanto, nem todo fraudador é psicopata, embora sua conduta seja de alguém sem empatia.

 Passos de um fraudador para envolver a vítima

 

1.   Aproximar-se-á da vítima após tê-la observado;

2.  Terá aparentemente boa conduta para conquistar sua confiança;

3.   Contará histórias impressionantes e falsas;

4.   Quando se sentir seguro, pedirá um dinheiro, para completar a compra de alguma coisa muito cara. Ele também poderá envolver a vítima num negócio arriscado, prometerá pagar em pouco tempo;

5.   Desaparece logo em seguida sem deixar rastros.

Como se recuperar após um golpe?

Se você sofreu um golpe, saiba que isso já aconteceu com muita gente cheia de capacidade também. Entenda que agora você está mais aperfeiçoado do que antes, está mais esperto e experiente. 

 

O comportamento vem da consciência, mas alguns não tem retórica justa. E, isso, não é culpa sua. 

Repasse seu conhecimento a outras pessoas. Não deseje que elas passem pelo mesmo que você, pois isso, não diminuirá sua dor e nem a sua perda.

Você ensinando com sua experiência, fará o sujeito não ter tantos "clientes" assim. É ele que você precisa combater, e não outras pessoas inocentes - como você foi um dia.

Se você foi vítima algum dia, não adianta agora tentar se culpar, mas não seja enganado novamente. Ser enganado a primeira vez não é culpa sua, mas a segunda vez é de responsabilidade sua. 

Infelizmente, algumas pessoas buscam por caminhos mais rápidos para alcançar o fácil ganho de dinheiro. 

A natureza se apresenta na forma que é. Assim, o nosso comportamento também está pautado em certas verdades.

Quando a existência de uma pessoa é mentirosa, ela pode enganar por um certo tempo, mas um dia seu intuito se revela. Algumas vezes, ela deixa transparecer sua intencionalidade, mas a questão é: "Você estará pronto para olha-la realmente?"

Goethe disse uma vez: "O comportamento é um espelho em que cada um revela a sua imagem." Com isso, se você é alguém totalmente do bem, tome cuidado para não ficar esperando que as outras pessoas sejam também.

Lembre-se que a pessoa com tendência a psicopata é aquela que vai se colocar de um modo bem diferente que as pessoas que conhecemos. Ela vai tentar passar confiança logo à primeira vista.

 

Tome cuidado com bajulações também. Principalmente se atente, com um o indivíduo que fala exatamente aquilo que você quer ouvir. Pois, alguém assim, é altamente inteligente e observador, provavelmente ele já estudou o seu comportamento e tocará no seu ponto fraco. 

Fique atento se você sentir um desconforto, ouça sua percepção e intuição. Na dúvida, é melhor não fazer nada.

Cuidado com pessoas sedutoras e que fazem muitas perguntas. Também se atente a histórias comoventes e muito bem organizadas.

"Abrindo os olhos" nos preparamos para um mundo cheio de pessoas reais!

Maria Cristina Santos Araujo
Psicóloga SP - 06/108.975