A ESCOLHA DA PROFISSÃO   

A influência familiar

 

 

O impacto da família e amigos na escolha profissional

,

Como é difícil ver se aproximar o momento de escolher a profissão, e, não saber o que fazer. Você já se sentiu assim?

   

Para alguns jovens escolher a profissão se trata de um momento de alegria, para outros se torna angustiante lidar com muitas dúvidas.

      

De forma geral, o jovem quer ser independente, para tal, precisa escolher uma profissão, porém, muitos enfrentarão uma série de situações até optar por uma delas.

A família e amigos fazem parte da sociedade, com valores e crenças e, o influenciarão na escolha profissional. 

As expectativas familiares como influenciam?

É comum os pais traçarem caminhos para os filhos desde muito cedo. Ainda no período da gestação, por exemplo, escutamos algumas frases como: “Esse menino vai ser jogador de futebol, pois chuta muito”, “Ela será uma advogada, porque ainda não tem nenhuma na família”. 

Outras vezes, os pais querem fazer a escolha para os filhos mediante ao próprio passado, sugerindo uma profissão que por algum motivo não conseguiram seguir.  

Algumas famílias dão tanta importância ao diploma, que acabam tendo mais interesse no curso superior do que o próprio jovem.

      

Há famílias que fazem questão que prevaleça a mesma profissão no  meio delas. 

Antigamente era mais comum que as profissões passassem de geração para geração, assim como os clientes, o conhecimento, o estabelecimento. Sendo assim, era "dever" dos jovens zelar pela  tradição profissional familiar.

A ESCOLHA DA PROFISSÃO 

Não tenha medo de escolher

ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL - o que é?

É um processo que poderá evitar erros. Saiba mais...

A ESCOLHA PROFISSIONAL DO JOVEM 

Como fazer dar certo...

Em alguns casos também, pode acontecer de situações marcantes do passado familiar apresentar resíduos no presente. Um exemplo disso está em famílias que sofreram algum dano no passado, onde um membro formado repararia de forma simbólica a dor experienciada e não curada (uma criança que viu seu irmão sofrer de doença grave se torna médica quanto adulta).

Outras famílias preferem que haja dinâmica entre seus membros, não sendo importante desta forma, a profissão a ser seguida, desde que todos se ajudem.

Alguns pais exigem muito, mas na maioria das vezes, eles têm em mente de que o filho é jovem demais para escolher uma profissão adequada.

      

Muitos jovens aceitam que os pais escolham por eles (talvez por receio), enquanto que outros deixam para muito depois essa tomada de decisão. 

De uma forma geral, o jovem já tem o esboço de sua própria personalidade, e isso também influenciará a forma que sua família o percebe e também interfere em sua escolha profissional.

Como já disse uma vez Fritz Perls: "O homem é tanto indivíduo como ser social". Pois, ele influência o meio, tão quanto é influenciado também - sendo ambos componentes de um todo.

O que fazer quando a vontade da família

é diferente do jovem?

"família escolha profissional,  influencia da familia na escolha profissional,  o papel da família e dos pares na escolha profissional, orientação profissional, orientação vocacional,  orientação vocacional profissional, orientação profissional sp, orientação vocacional sp,  orientador profissional, orientador profissional sp"

 

 

Quando a vontade dos pais é contrária ao do jovem, isso pode não ser muito fácil para ele lidar, principalmente se a família for controladora. O adolescente está formando sua identidade, e muitas fantasias podem passar em sua cabeça, principalmente quando envolve oposição aos pais. Uma das coisas que frequentemente acontece é ele entrar num conflito.

Por mais que os pais tenham razões tão verdadeiras e boas para seu filho, é importante que nunca deixem de olhar para ele como uma pessoa que tem certa "singularidade".

Muitos na ânsia de ter aquele "filho dos sonhos", esquece que ele é um ser que deseja, aspira e sonha.

Há casos em que os filhos quando jovens não conseguem dizer "não", mas quando se formam, entregam o diploma para os pais e seguem outra carreira. 

Existem aqueles que forçadamente seguem o desejo dos pais, porém adoecem. Hoje, infelizmente está aumentando as taxas de suicídio entre nossos jovens. Desta forma, a família precisa estar atenta e consciente do jovem que há dentro de casa. 

Bela reflexão do poeta Pablo Neruda.

Filhos... 

Fizeste-me ver a claridade do mundo e a possibilidade da alegria.

Tornaste-me indestrutível, porque, graças a ti, não termino em mim mesmo. 

Mesmo que os pais tenham reais motivos para desejar determinada profissão para o filho, é preciso  perceber se ele dará conta de tudo isso.

 

Muitos jovens podem entrar em depressão se o sofrimento for grande!

 

A escolha profissional não pode ser considerada apenas como um "produto do meio". Tendo em vista, que o indivíduo é aquele que "toca e é tocado pelo meio", que "influência e é influenciado pelo meio". Podendo ele atuar de forma surpreendente, transformadora e criativa.

OLHAR o filho que se tem

DEIXAR ir o filho que sonhou

"família escolha profissional,  influencia da familia na escolha profissional,  o papel da família e dos pares na escolha profissional, orientação profissional, orientação vocacional,  orientação vocacional profissional, orientação profissional sp, orientação vocacional sp,  orientador profissional, orientador profissional sp"

 

 

É encorajador pensar que cada família tem sua dose de humanidade, para aceitar as diferenças de cada um de seus membros.

Quando existe discrepância entre o desejo do jovem e da família, é importante haver muito diálogo. Embora, saibamos que o diálogo é a primeira coisa que vai embora durante conflitos familiares. 

 

É importante que a família escute esse jovem, se interesse em saber o que ele está sentindo, pois isso facilitará o vínculo e a possibilidade de diálogo. 

Se o jovem não tiver abertura para falar tudo o que pensa, é provável que se sinta incompreendido. Assim como, dificilmente estará aberto para a "escuta", principalmente daqueles que têm uma opinião contrária à dele. Ele pode até fingir que está prestando atenção, mas por dentro certamente estará "entrando por um ouvido e saindo pelo outro".

Se o jovem não encontra sentido para aquela profissão aspirada pela família, é melhor não insistir, mas chegar num acordo com ele.  Por essa razão, é tão importante a busca de uma Orientação Profissional, para que ele consiga ficar mais realizado e a família se sinta mais tranquila.

A escuta e o diálogo produzem a possibilidade de reflexão, conduzindo a uma boa escolha profissional.

 

Se os pais sentem insegurança na escolha profissional do jovem, é preciso que o direcione para uma ajuda especializada.

Sabemos que muitas vezes, o jovem é resistente para ouvir a própria família, e, talvez alguém de fora do círculo familiar seja melhor nesse caso.

Não fique na dúvida

 

Pior que abrir mão de várias profissões para seguir apenas uma, é não escolher nenhuma.

Maria Cristina S. Araujo

Um dos maiores medos dos pais é que o filho não consiga se sustentar no futuro com a carreira escolhida. A Orientação Profissional percebe que esse fator é importante, e precisa ser abordado para que o jovem tenha consciência abrangente sobre seu futuro.

"Abrindo os olhos" você se aproxima do sucesso. Pois toda vez que se organizar por dentro, também correspondente é o que te acontece fora!"

Maria Cristina Santos Araujo

Psicóloga em São Paulo - 06/108.975