CONSUMO COMPULSIVO (ONEOMANIA)

A vontade imensa de comprar

 

 

O que é o consumo compulsivo?

Comprar uma coisa aqui, outra ali, depois outra, você já deve algum dia ter feito isso, sem que necessariamente precisasse de algum objeto que comprou. Agora, imagine se isso se torna algo frequente?

Algumas pessoas passam por isso, mas não porque querem.

Atualmente virou hábito ir às compras em nossa sociedade de consumo. Porém, existem pessoas que sofrem de um impulso de comprar coisas que não precisam.

O consumo compulsivo pode comprometer a renda financeira, provocar desequilíbrio emocional, causar prejuízo social...

Como é o consumo compulsivo?

 

A pessoa que sofre do quadro realiza compras de forma contínua e exagerada. Ela não faz isso pelo simples fato de gostar de gastar, mas como forma de aliviar a ansiedade que sente.

 

O alívio é imediato tão quanto passageiro, fazendo com que a ação de comprar se repita. Ainda que ciente que posteriormente se sentirá culpada por não ter resistido ao impulso - essa pessoa o faz.

 

As mulheres são as que mais sofrem com o consumo compulsivo, talvez por estar relacionada a influências culturais.

Quais são as causas?

 

  • Fatores biológicos;

  • Fatores psicológicos;

  • Transtornos do humor, alimentares e da ansiedade, entre outros...

 

Devido aos problemas do cotidiano, ir as compras pode ter o sentido de preencher o vazio e a insatisfação.

SÍNDROME DO IMPOSTOR

 

O medo de ser descoberto

TRANSTORNO BIPOLAR

Conceito, informações para lidar com as crises...

TRANSTORNO DE PÂNICO 

Conheça os sinais...

Outra coisa importante, é que a ansiedade sentida não é pela falta do objeto em si, mas à necessidade de satisfação. 

A ansiedade poderá aumentar toda vez que o sujeito não tiver dinheiro para gastar: podendo se irritar e perder o controle.

 

No caso do consumo compulsivo, cada um pode direcionar para uma categoria diferente e que mais aprecia (bolsas, sapatos, revistas, roupas). Geralmente os produtos almejados são os que antes do problema já geravam satisfação.

Conheça os comportamentos repetitivos

O que é consumo compulsivo?

    

  • Gavetas que ficam cheias de objetos desnecessários;

  • O comprador mente para si mesmo, dizendo que só compra o que precisa;

  • Costume de esconder dos mais próximos o que compra;

 

  • Recebe críticas constantes sobre suas compras; 

  • Existência de impulsos incontroláveis por compras;

  • Incomodo constante que diminui até comprar alguma coisa;

  • Envolvimento com a ansiedade e o ato de comprar;

  • Os gastos interferem na vida (prejuízo social, problemas financeiros, problemas no trabalho, tempo).

Será que você sofre de consumo compulsivo?

 

 

Tente responder sinceramente a essas perguntas:

  • Consegue resistir quando sente vontade de comprar?

 

  • Esconde e mente sobre dívidas e compras que faz?

 

  • Após comprar alguma coisa, logo em seguida se arrepende?

 

  • Compra coisas que não usa ou que usa pouco?

 

  • Ao sentir tristeza, vazio, ansiedade, sempre procura comprar alguma coisa?

Algemas de ouro, são muito piores que algemas de ferro. 

Gandhi

  • Compra em quantidades exageradas?

 

  • Recebe críticas de pessoas mais próximas devido ao seu gasto?

 

  • Está tendo problemas familiares devido a questões financeiras?

 

  • Prejudica a si mesmo e as pessoas mais próximas devido ao gasto excessivo?

 

  • As dívidas são maiores do que pode pagar?

 

  • Tem observado que está procurando meios para conseguir dinheiro para pagar as contas?

Se disse sim em algumas perguntas, é importante que analise suas atitudes, e, veja se já não é hora de procurar ajuda profissional.

Na minha prática clínica sempre percebo na queixa "sim" para essas perguntas.

É possível se libertar desse problema?

     

O consumo compulsivo tem tratamento. Quando é necessário, o tratamento se dá por meio de medicação,  também por psicoterapia.

 

Ter consciência da presença do consumo compulsivo é fundamental. Pois, se o indivíduo não perceber que seus hábitos interferem no cotidiano, muito pouco poderá sair dele.

Se esquivar de olhar para a situação de forma real, pode significar passar vários anos comprando tudo aquilo que não precisa, no qual só mantém os sintomas.

 

É importante que a pessoa que sofre de consumo compulsivo mantenha a esperança, e se esforce para seguir em frente, mas de uma forma diferente.

 

Ter consciência da dinâmica que acontece a compra, a ansiedade e a satisfação interna - pode lhe trazer bons resultados.

 

A família também pode ajudar essa pessoa, colaborando na reflexão sobre seus gastos e a incentivando a controlar sua vida financeira.

 

Conheço uma pessoa incrível que pode mudar sua vida: Você!

Mell Barcellos

Então, não se acanhe, busque tratamento, compreenda mais aquilo que se passa com você. Não deixe para depois a felicidade, faça algo. 

'Abrindo os olhos" você compreende que não tem que ser melhor do que ninguém. Mas, precisa ser melhor naquilo que você já é! 

Maria Cristina Santos Araujo
Psicóloga SP - 06/108.975