TRANSTORNO DE PERSONALIDADE DEPENDENTE

Conceito

       

O que é o transtorno de personalidade dependente?

 

O transtorno de personalidade dependente se apresenta por meio de uma necessidade excessiva de ter apoio e o medo de o perder. O comportamento dependente e submisso, leva o indivíduo a vivenciar um medo irracional de abandono.

Geralmente são pessoas que pedem, por exemplo, a opinião dos outros para tudo, mesmo em coisas que  sozinhas dariam conta.

Comportamentos mais observados no transtorno de personalidade dependente:

No transtorno de personalidade dependente existe uma notável necessidade de ser cuidado, alinhado a uma esfera de submissão e receio de perder o apoio:

  • Dificuldade em tomar decisões - o sujeito precisa sempre consultar os outros de forma exagerada, solicita conselhos onde deseja o  resseguramento;

 

  • Vontade de que os outros sejam responsáveis pelas principais áreas de sua vida; 

  • Procura sempre concordar com tudo, não expõe sua verdadeira opinião - por temer perder o apoio do outro;

  • Evita começar um novo empreendimento ou fazer coisas sozinho, pois não tem autoconfiança;

  • É capaz de fazer coisas que não lhe agrada, para obter o apoio e a consideração dos outros;

  • Se sente incapaz de cuidar de si próprio;

  • Tem dificuldade em ficar sozinho quando um relacionamento é rompido;

  • Receia ser abandonado e ficar sozinho no mundo.

BAIXA AUTOESTIMA - no relacionamento amoroso

Veja o que acontece quando você se diminui...

SÍNDROME DO IMPOSTOR

 

 O medo de ser descoberto

AUTOCONFIANÇA 

Dicas de como desenvolver...

As estratégias utilizadas para não perder o apoio

no transtorno de personalidade dependente

O comportamento do indivíduo é pautado em suprir o desconforto que sente. Dentro disso, ele procura sanar a sua falta existencial, com alguém que lhe proporcione o suporte que julga não ter.

 

Muito do seu agir, o levará a viver de forma mais dependente. Entretanto, ele muitas vezes não percebe isso, pois o incômodo que sente lhe chama atenção o tempo todo.

No transtorno de personalidade dependente uma pessoa é capaz de se colocar à disposição do parceiro à ponto de prestar-lhe cuidados, contudo de forma repetida, talvez exagerada e desmedida de controle. Aliado a isso, está a necessidade de ser cuidado também, conduzindo a uma atitude submissa, de apego e com receio de separação.

Essa pessoa é capaz de querer o tempo todo conquistar a confiança do outro, mas para isso, pode desenvolver estratégias sedutoras.

 

Geralmente é boazinha demais, muito justa, se coloca sempre à disposição para ajudar.

 

Por mais seguro que possa parecer viver sobre a perspectiva de ter alguém sempre a apoiando, ainda assim, essa pessoa poderia encontrar outras formas de viver e ser feliz. 

A pessoa que sofre desse quadro tem conhecimento apenas de uma parte dela mesma, principalmente aquilo que envolve os pontos negativos, pois as qualidades já quase nem as vê.

Como é a relação amorosa no transtorno de personalidade dependente?

O que geralmente acontece - no transtorno de personalidade dependente?

O indivíduo pode ser dotado de pensamentos negativos, pessimistas, temerosos e inseguros. Pode-se tratar de alguém que tende a passividade e submissão. Contudo, ficando vulnerável ao parceiro afetivo.

Pautado no desejo de não estar sozinho, o sujeito pode manter relacionamentos que lhe tragam sensação de segurança e de apoio, mesmo que seja com alguém totalmente controverso. 

Um parceiro infiel, abusivo, ciumento, pode ser tolerado por vários anos, para que o senso de equilíbrio dessa pessoa seja preservado. Porém ocorre o contrário, porque relacionamentos ruins não contribuem para a autoestima, ficando essa pessoa cada vez mais dependente e longe de sua própria essência.

Terminar um relacionamento para o indivíduo que vivencia o quadro de transtorno de personalidade dependente - é muito difícil. Porque geralmente ele é extremamente apegado ao próprio relacionamento, mesmo não sendo tão bom assim.

Quando por alguma razão, ele perde o parceiro amoroso, pode chegar ao quadro de depressão.

 

Aprendi a voar caindo de abismos!

Mell Barcellos

Como é o cotidiano - no transtorno de personalidade dependente?

 

Há uma sensação de inadequação, podendo ocasionar um desconforto e uma timidez marcante nessa pessoa.

 

Geralmente se trata de um indivíduo sensível à crítica, isso faz com que os outros fiquem com receio de magoá-lo (por se ferir facilmente). 

 

O indivíduo que vivencia o quadro de transtorno de personalidade dependente precisa que o outro o confirme e o tranquilize o tempo todo.

Assim, qualquer decisão a ser tomada no cotidiano necessita que haja um excesso de aconselhamentos.

Transtorno de Personalidade Dependente - 

Conheça as perdas desta pessoa

       

Quais são as perdas no trabalho - no transtorno de personalidade dependente?

O transtorno de personalidade dependente pode propiciar na pessoa um funcionamento ocupacional prejudicado, mesmo ela sendo muito inteligente e tendo toda a capacidade para executar as tarefas. Pois, para ela agir independente e sem supervisão é muito difícil.

 

Desta forma, ela tende a evitar cargo de liderança, porque a responsabilidade é um fator que lhe causa ansiedade. Ter competência para ela não é suficiente, pois sentirá que não dispõe de nada a seu favor,  preferindo assim cargos em que é liderada.

 

Uma tarefa que já conhece, por exemplo, é mais fácil para ela mesma executar do que para liderar a execução.

Essa pessoa pode passar anos no mesmo lugar, evitando uma promoção e também uma mudança de emprego.

Relações sociais - no transtorno de personalidade dependente

O indivíduo que vivencia o transtorno de personalidade dependente, passa facilmente a responsabilidade de áreas importantes da sua vida  para que os outros assumam o controle. 

 

Para esse indivíduo é desencorajador não ter alguém ao lado, mesmo que em breves períodos de tempo.

Os relacionamentos sociais são voltados para aquelas pessoas das quais dependem, podendo sofrer  abusos físicos ou mentais.

 

Sabe aquele tombo que tu toma e cais em si?

É o melhor!

Mell Barcellos

Os relacionamentos também podem ser forçados e distorcidos, pela sua necessidade de estar ligado a  outra pessoa.

Tende a ter dificuldade de autoafirmação.

Transtorno de Personalidade Dependente - Buscando ajuda

 

O apoio dos mais próximos ajuda mesmo?

 

Muitas vezes, as pessoas mais próximas observam o problema e tentam ajudar dando apoio. Contudo,  podem reforçar uma característica que já é comum ao transtorno de personalidade dependente que é: a necessidade de suporte o tempo todo.

 

Algumas pessoas sem compreender o transtorno de personalidade dependente, tentam encorajar o sujeito a ser diferente. Entretanto, se fosse uma questão de vontade, certamente que ele não desejaria estar em situações que lhe geram sofrimento. 

 

Quando há uma situação em que já se tentou de tudo para ficar bem, mas foram frustradas as alternativas, é necessário procurar um auxílio profissional.

O tratamento no transtorno de personalidade dependente

Há casos em que o médico psiquiatra precisa intervir, isto é, quando é necessário entrar com a terapia farmacêutica. Isso ocorre quando há sofrimento maciço, com prejuízo para a pessoa, devido a sintomas de depressão, ansiedade, retraimento.

 

A terapia psicológica individual ou de grupo são favoráveis e compõem o tratamento.  

 

O prognóstico com o tratamento adequado é otimista. Pois, o intuito é que o sujeito passe a atuar com mais autonomia. Assim, tornando as queixas do transtorno de personalidade dependente mais atenuadas.

Com o passar do tempo aprendemos tanta coisa. Inclusive que uma boa relação afetiva verdadeira é pautada no amor e não numa necessidade.

Uma pessoa que sofre do transtorno de personalidade dependente vive como se não tivesse escolha. 

"Abrindo os olhos" se aprende que aquilo que pensam à teu respeito, tem mais a ver com eles do que com você!

Maria Cristina Santos Araujo

Psicóloga SP - 06/108.975

Endereço: Rua Abílio Soares, 233, 1º andar,        Paraíso - São Paulo - SP 

PSICOLOGA SP -

  • Instagram

ARTIGOS DE PSICOLOGIA

Os artigos aqui publicados representam alternativas para ajudar pessoas a refletir com conteúdo on-line. Porém, o ser humano não se esgota nisto, pois ele é muito vasto em suas possibilidades.

 

As publicações do Site de Psicologia não têm como pretexto substituir uma consulta profissional a um psicólogo, psiquiatra, neurologista, entre outros profissionais da saúde. 

Aviso Legal - Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98

É proibida a reprodução parcial e integral das informações contidas neste site, tanto em internet quanto em qualquer outro meio de comunicação sem autorização da autora, mesmo que citada a fonte.

 

As informações aqui contidas, podem ser utilizadas para trabalhos escolares, sem que sejam republicados na internet.

O site tem por caráter a expressão de conteúdos de Psicologia. No qual, conta a partir da visão da autora que é psicóloga, e não tem por caráter substituir consulta a um profissional da saúde.

Psicóloga em São Paulo: MARIA CRISTINA S. ARAUJO

CRP: 06/108.975

COMO ENTRAR EM CONTATO?

Apenas marcação de consulta e para tirar dúvidas sobre valores. 

Demais assuntos podem enviar mensagem para:

mensagem@psicorientacao.com

Devido ao grande volume de mensagens recebidas diariamente, serão respondidas "apenas aquelas em que eticamente posso auxiliar".

AVISO IMPORTANTE!

Por questão ética e clínica, não faço interferência terapêutica sobre pessoas que "não são meus pacientes". Espero que você entenda. Um grande abraço!

PSICÓLOGA SP: MARIA CRISTINA S. ARAUJO

CRP: 06/108.975

PSICÓLOGA SP: LILIAN VIEIRA N. LIMA

CRP: 06/39.533

"Abrindo os Olhos"

em breve

Podcast de Psicologia

Com assuntos interessantes

POLÍTICA DE PRIVACIDADE 

20/02/2021

Dados do responsável técnico

Maria Cristina Santos Araujo é psicóloga registrada pelo Conselho de Psicologia do estado de São Paulo (CRP: 06/108.975).

Nesse momento está trabalhando on-line devido a pandemia de covid-19. Sua presença no consultório presencialmente ocorre em casos específicos. Proprietária da empresa: CLÍNICA DE PSICOLOGIA SINGULARIDADE LTDA. – Inscrita no CNPJ 34.929.022/0001-52 – Endereço: R. Abílio Soares, 233, CONJ 11, Paraíso, São Paulo – SP, CEP 040005-000  

 

 

Tipo de informação coletada

  • Arquivo o seu e-mail somente quando você o adiciona no site voluntariamente, através do envio de mensagem por meio do formulário. O arquivo poderá servir futuramente para divulgação de meus trabalhos. Caso o cliente não tenha interesse, pode deixar registrado que não deseja receber e-mails da minha parte.

  • Além disso poderei utilizar ferramentas para medir e coletar informações de navegação, incluindo o tempo de resposta das páginas, tempo total da visita em determinadas páginas, informações de interação com as páginas. A tecnologia utilizada é o Google Analytics. As informações coletadas são utilizadas para melhorias do site, para criação de conteúdos que melhor atendam o público interessado nos mesmos. 

  • O site é hospedado na plataforma Wix.com. A plataforma online me permite apresentar serviços para os interessados. As suas informações podem ser armazenadas no banco de dados do Wix.com. O Wix.com armazena as suas informações em servidores seguros por firewall. O Wix.com está em conformidade com as regras do PCI DSS (Payment Card Industry Data Security Standards (PCI DSS) e é reconhecida como fornecedor nível 1.

Comunicação com os visitantes do site

  • O método de comunicação com o cliente é por meio de e-mail, quando a solicitação do mesmo é possível de ser realizada. Isso ocorre devido ao número de mensagens recebidas diariamente serem elevadas.  O WhatsApp é utilizado apenas para marcação de consulta e para tirar dúvidas sobre serviços.

 

  • A profissional aqui mencionada não pode fazer interferência terapêutica em pessoas que não são pacientes.

Alteração desta Política de Privacidade

O conteúdo desta Política de Privacidade pode ser alterado conforme a necessidade legal da lei ou outros requisitos de cunho jurídico. Sendo dever do cliente observá-lo sempre que efetuar o acesso à plataforma.

  • Pinterest