TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE -TPB

Da euforia à depressão

 

 

O que é o transtorno de personalidade borderline?

Você já conheceu alguém que age ao extremo? Capaz de andar por pólos completamente opostos em curto espaço de tempo? Que pode partir da indiferença e chegar ao entusiasmo?

O transtorno de personalidade borderline pode realmente fazer um sujeito sair da alegria e se aprofundar na tristeza, sentir amor e ódio, se tornar explosivo, agressivo e intolerante em poucos instantes.

É caracterizado por instabilidade no humor e nos relacionamentos. A impulsividade é alta e a construção da autoimagem pode ser ruim.

 

Como a pessoa se sente no transtorno de personalidade borderline?

 

Está presente nessa pessoa uma sensação de vazio bastante inoportuna.

 

Também existe uma disponibilidade para dependência do outro, pois ela não se sente confiante o suficiente para levar a vida sozinha.


Esse transtorno é caracterizado por uma instabilidade e alternância  entre a satisfação e a frustração. Assim, o sujeito pode-se comportar amando num instante e odiando em outro, por exemplo. 

Suas atitudes são inesperadas por todos, pois se transforma em poucos segundos em alguém totalmente diferente.

      

O comportamento instável e agressivo provoca o afastamento dos demais.

Para superar suas crises, a pessoa é tendenciosa a praticar automutilação.

AUTOSSABOTAGEM

 

Conceito e dicas....

TRANSTORNO BIPOLAR

Conceitos

ESTRESSE

 

 O inimigo silencioso

O transtorno de personalidade borderline é marcado pelo comportamento exagerado e fora do comum, sendo isso um marcador para o diagnóstico. 

Uma pessoa que sofre do transtorno de personalidade borderline é extremamente sensível a pressões externas, respondendo a altura de seu sofrimento interno.

Veja como identificar o transtorno borderline

       

 

Alguns comportamentos se repetem constantemente no transtorno de personalidade borderline:

  • Atitude autodestrutiva - automutilação, ameaça de suicídio;

 

  • Medo excessivo de ser abandonado - com realizações de atitudes desmedidas para evitar isso;

  • Impulsividade em pelo menos dois setores importantes como abuso de substâncias, sexo, gastos;

  • Ideação paranóide, porém momentânea e relacionada a sintomas dissociativos ou ao estresse;

  • Instabilidade afetiva, podendo se expressar por meio de comportamento agressivo, irritabilidade, ansiedade;

​​

  • Falta de certeza sobre sua própria identidade - conflito sobre a autoimagem;

  • Intensidade e instabilidade nos relacionamentos interpessoais;

  • Raiva desproporcional e dificuldade de controle;

  • Sensação de vazio.

Comportamento do adolescente no transtorno de personalidade borderline

  • Rebeldia; 

  • Impulsividade; 

  • Mudança de valores; 

  • Descontrole emocional; 

  • Instabilidade da autopercepção; 

A família por sua vez, poderá achar que são coisas típicas da idade, podendo ignorar o sofrimento do jovem.

Comportamentos mais comuns diante de uma crise no transtorno de personalidade borderline

Durante uma crise a pessoa pode atuar com comportamento auto agressivo, para aliviar a tensão interna. Contudo, age de forma impulsiva, sem considerar as consequências de seus atos:

  • Comportamento suicida;

  • Automutilação - cortes/queimaduras;

  • Dedicação intensiva e desenfreada podendo ser no trabalho, no sexo, no esporte, em alguma crença;

  • Uso de substâncias como álcool, remédios, drogas...

Devido ao sentimento de vazio e por ter dificuldade em compreender sua própria identidade, o sujeito pode procurar com frequência algo para fazer, para então esquecer o que sente. Mas nada disso acabará com o problema, porque a ação está voltada para o declínio e não para a cura.

Transtorno Borderline - Como é o cotidiano?

 

 

Dificuldades para perceber o quanto é amado no transtorno de personalidade borderline

O transtorno de personalidade borderline faz a pessoa sofrer muito. Mesmo que seja estimada, ela tem a convicção de que os mais próximos não se importam o suficiente com ela, se tornando insaciável na exigência de atenção e afeto.

A expectativa que o sujeito tem é alta em conseguir recompensas do ambiente, que é totalmente desproporcional à realidade.

 

Por meio da manipulação, essa pessoa consegue geralmente que o outro lhe propicie aquilo que deseja. Entretanto, tende a não retribuir da mesma forma, por considerar muitas vezes, que o próximo não está precisando.

Para evitar o abandono tanto imaginário quanto real, costuma solicitar de forma insistente afeto e apoio.

"Cada dia traz sua alegria e sua pena, e também sua lição proveitosa."

 

José Saramago 

Dificuldade no trabalho no transtorno de personalidade borderline

Em relação ao trabalho, a pessoa com o transtorno de personalidade borderline tem dificuldade em aceitar as regras e a rotina.

 

Para ela pode ser difícil manter o empenho nas tarefas por muito tempo. 

 

Diante de alguma complicação na tarefa, ela tende a desistir do esforço, passando a circular no que seria preciso fazer, mas não faz. Por tudo isso, acaba sendo despedida ou pedindo demissão do trabalho.

Transtorno Borderline - É possível viver bem? 

 

 

Tratamento e orientações transtorno de personalidade borderline

Um indivíduo com o transtorno de personalidade borderline pode ter uma vida boa como as outras pessoas, porém é necessário um maior controle.

Sem acompanhamento profissional, nos casos em que é extremamente necessário, o indivíduo pode se envolver com drogas, por exemplo, ou em tentativas de suicídio.

A maioria das pessoas reagem muito bem a medicação, para isso o psiquiatra precisa ser procurado.

A psicoterapia também tem desempenhado um papel importante, pois atua no fortalecimento da autoestima, no autoconhecimento e no desenvolvimento da tolerância à ansiedade, resultando num maior controle sobre a impulsividade.

Além de sofrerem, essas pessoas são mal interpretadas.

 

Na minha prática clínica, percebi muitas delas se sentindo abandonadas, com uma sensação de fracasso muito grande. E isso, só piora o problema, pois prejudica diretamente o enfrentamento que ela teria. 

Tem coisas que saberás de mim somente se conhecer-me a fundo. Talvez eu não tenha lhe contado, mas dentro de mim cabe um mundo!

Mell Barcellos

Geralmente são pessoas muito incríveis, mas que carregam tantas dores que quase ninguém sabe!

"Abrindo os olhos" percebermos que nenhuma opinião formada ao nosso respeito é mais verdadeira do que aquela que temos de nós mesmos!

Maria Cristina Santos Araujo
Psicóloga SP - 06/108.975